A limpar a vida

by - 12:49

Depois de tanta tralha, comecei mesmo a limpar a minha vida. 

Há uns anos atrás era viciada em conhecimento: tinha uma lista de mais de 500 websites favoritos no meu computador, porque um dia aquele link poderia dar jeito; ou porque um dia ia-me lembrar de ver aquele filme ou ouvir aquele álbum; inscrevi-me em mais de 20 newsletters porque tinham notícias, blogues, cursos grátis, conhecimentos; pesquisei e anotei mais de 100 cursos em Lisboa, de diversas áreas, porque um dia gostaria de os tirar; guardei e guardei papéis que tinha rabiscado e que um dia qualquer eu me iria lembrar do que foi dito naquela formação muito importante; arrumei e desarrumei a secretária e o armário para ter aqueles documentos e aquela roupa que só tinha usado uma vez mas que certamente eu iria precisar deles no futuro.

Até que tomei a decisão de viver com menos e viver com o essencial.
Deixei de guardar páginas da web só porque um dia gostaria de ver aquele filme - se o quiser mesmo ver, guardo duas horas nesse dia à noite e vejo.
Deixei de pesquisar por imensos cursos e querer fazer tudo porque acho que é algo muito interessante - escolho aqueles que se alinham com os meus objetivos profissionais e pessoais e a partir daí vou construindo a minha vida;
Deixei de guardar papéis - se precisar de me relembrar daquela ideia ou daquela apresentação, faço de novo e treino, porque é na acção que está o crescimento.
Deixei de querer ficar horas e horas no scroll do Facebook e apaguei páginas que não me preenchiam;
Deixei de querer acumular informação na minha caixa de email - se abro uma reportagem e não a li nas seguintes duas horas, fecho a janela da web e não penso mais sobre o assunto.

Trabalhar melhor é saber direcionar o nosso foco. Crescer é saber distinguir aquilo que nos pode ajudar daquilo que é acessório. Ser mais feliz é saber que vai-nos faltar muita coisa na vida mas aquilo que temos é aquilo que é necessário. Nem todos os amigos vão ter toda a atenção; não vamos experimentar todos os restaurantes num mês; não vamos ter toda a roupa que queremos; não vamos ter todo o tipo de decorações que queremos na nossa casa; não vamos ter todos os carros do mundo.

E ainda bem que é assim - viver com menos é mais. É viver com o que nos é necessário. É viver com aquilo que nos basta mas esse bastar ser gigante. É viver com aquilo que nos preenche exactamente, na medida certa, nem mais menos.

You May Also Like

0 comentários

Instagram

<>