A vida deveria ser como um par de ténis

by - 00:31




A vida seria perfeita em ténis - todos devíamos andar de ténis na vida.

Acho que todos nós andámos de ténis quando éramos crianças - menos eu, porque não era eu que escolhia a minha roupa e o meu pai - sim, o pai, não a mãe - gostava que eu andasse bem vestida, de sapatinho azul escuro, com fita velcro, para passados 2 dias estarem cheios de pó e de terra da quinta onde eu brincava. Assim, usava ténis apenas nas aulas de Educação Física.


  Depois, quando fui para a secundária, toda a gente usava ténis. As miúdas mais velhas já usavam os saltos altos, as botas até ao joelho, as sabrinas mais queques. Mas para realmente andar bem vestido, tinhas de usar uns Adidas Superstar. Era o ténis da moda e toda a gente tinha uns. Depois desses, ainda apanhei os Berg, assim mais desportivo, com aquele ar de "eu sou bué radical e não uso ténis brancos". Eu ainda usei os meus Adidas mas pouco, gostava mais de usar botas de montanha, assim confortáveis para andar onde quisesse.

Mas depois cheguei à faculdade e já era uma menina crescida e ninguém usa ténis na faculdade. Ténis é coisa de putos. Se já tens 18 anos, tens de saber usar umas chelsea boots, umas botas umas over-the-knee com saias, umas sabrinas, uns oxford shoes, umas sandálias Fly London...podes usar tudo, até Havaianas, mas nada de ténis. Ténis só mesmo para o ginásio e têm de ser Nike Run fluorescentes para - lá está - ser da moda. A ÚNICA OCASIÃO que se poderia usar ténis era nos festivais de verão - e mais uma vez, não eram quaisquer ténis. Tinha de ser uns Converse All Star, para dar aquela cena mais roqueira.

Isto era toda a lógica até que usar ténis passou a ser moda.

Se antes o calçado era medido pelo tamanho do salto - quanto mais salto, melhor - agora toda a gente quer é usar uns Stan Smith, uns Gazelle, uns New Balance - para a faculdade, para o trabalho, para o concerto, para o fim de semana.

Eu não estava bem a apanhar esta moda dos ténis porque o meu sonho era outro. Desde que acabei o curso o que eu queria era ser corporate (isto é história para outro post). Eu queria era usar saias lápis e blazers; ter um bom par de oxford shoes que desse para o dia-a-dia; aquele botim preto de salto alto que alongava a figura das pernas com collants. O meu sonho era ser crescida e por isso nunca na vida iria usar ténis de novo.

Mas...mudei de ideias.

Depois de anos a sonhar todo o tipo de sapatos, agora só quero ténis. Quero a descontracção de uns ténis, o conforto de poder andar quilómetros sem destino e ter um bom passo assente no chão. Quero os desenhos finos, a bicoloridade, a simplicidade, o comum, o que combina com tudo.
Quero usar umas calças, um blazer e uns ténis para poder estar bonita mas confortável. Quero poder sair do trabalho e sentir que posso andar a pé para casa (não posso porque são 6km mas com ténis ia na boaaa!). Quero poder calçar uns ténis num domingo de manhã e ir conquistar o mundo lá fora.


A vida deveria ser como um par de ténis: fáceis de calçar, resistentes ao exterior, com alguma pinta, versáteis, confortáveis, e os melhores amigos para caminhar horas e horas a pensar por esse mundo fora.

As pessoas deviam poder ir trabalhar de ténis. As pessoas deveriam poder ir a reuniões com ténis. As pessoas deveriam sempre querer o conforto de um par de ténis.

A vida até é um par de ténis. Eu acredito mesmo que é um par de ténis. Temos é de ganhar confiança para os podermos calçar e ir por esse mundo fora sem parar, sem pensar duas vezes. Porque quando temos os nossos ténis preferidos, nem pensamos onde vamos e onde andamos. Simplesmente vamos.

Vamos viver a vida de ténis?

You May Also Like

2 comentários

  1. Achei o post super giro e concordo... Devíamos poder viver a vida de ténis...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que devíamos mesmo, já não vivo sem os meus ténis :D

      Eliminar

Instagram

<>